BOV RUMEN - Vitamina ADE + Probiótico + Prebiótico


BOV RUMEN - Vitamina ADE + Probiótico + Prebiótico


Balde - 10 KG R$ 420,00 Quantidade: 

Depósito Banco Itaú
Desconto: 5% à vista
R$ 399,00

Pagseguro
10X de R$ 46,73


Balde - 20 KG R$ 750,00 Quantidade: 

Depósito Banco Itaú
Desconto: 5% à vista
R$ 712,50

Pagseguro
10X de R$ 83,45


Barrica - 50 KG R$ 1.500,00 Quantidade: 

Depósito Banco Itaú
Desconto: 5% à vista
R$ 1.425,00

Pagseguro
10X de R$ 166,91


Indicação:

MODIFICADOR ORGÂNICO QUE PROMOVE O CRESCIMENTO , A ENGORDA , AUMENTO DA LACTAÇÃO,REDUÇÃO DE DOENÇAS,USO DIRETO NO COCHO, SEM STRESS O ANIMAL!!!

OBS: BOV RUMÉN, É O PRODUTO MAIS COMPLETO DO BRASIL, EM SUA FORMULAÇÃO TEM 41 PRINCIPIOS ATIVOS , DESDE AMINOÁCIDOS, VITAMINAS, MINERAIS, PREBIÓTICOS,PROBIÓTICOS, OS ANIMAIS QUE SE ALIMENTAM COM BOV RUMÉN, SE PREVINEM CONTRA DOENÇAS COMO ANEMIA, DIARRÉIAS, PODRIDÃO DE CASCO, CEGUEIRA NOTURNA, BICHEIRAS, REDUÇÃO DAS CCS (contagem de celulas somáticas)), REDUÇÃO DE BACTÉRIAS RUINS,OSTEMALÁCEAS(fraqueza nos ossos)

AUMENTA O GANHO DE PESO, AUMENTA A LACTAÇÃO, EVITA RACHADURAS DO CASCO, MELHORA A PELAGEM, CRESCIMENTO ACELERADO DOS BEZERROS, DESMAME ANTECIPADO E BEZERROS MAIS SADIOS.

BOV RUMÉN É UM PROMOTOR DE CRESCIMENTO , ENGORDA, E AUMENTO DA LACTAÇÃO DO ANIMAIS QUE CONTÉM UMA FORMULAÇÃO COMPLETA COM PROBIÓTICOS , PREBIÓTICOS , VITAMINAS, AMINOÁCIDOS, UMA COMBINAÇÃO PERFEITA PARA QUE SEU REBANHO POSSA GANHAR PESO EM UM MENOR INTERVALO DE TEMPO, SABENDO QUE A DIGESTIBILIDADE DO ANIMAL É MUITO LENTA, ESSE PRODUTO ACELERA O METABOLISMO DO ANIMAL FAZENDO COM QUE O APROVEITAMENTO DA ALIMENTAÇÃO QUE É EM MÉDIA DE 65% PASSE A FUNCIONAR COM 90% DE APROVEITAMENTO, A RESPOSTA É UM GANHO DE PESO MAIS RÁPIDO , UM AUMENTO DA LACTAÇÃO DE 15% A 20%, UM DESMAME DA BEZERRADA ANTECIPADO.


SEGUE ABAIXO ALGUMAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA USO DO PRODUTO:

VITAMINAS ADÉ

ADE é destinado a suplementação vitamínica dos animais, visando a prevenção das vitaminas A, D3, E.

Vitamina A: Protege os epitélios e estimula o crescimento e a fertilidade. Sua carência produz cegueira noturna, xeroftalmia, menor resistência às infecções, menor capacidade de reprodução e perturbações nervosas.

Vitamina D3: Regula o metabolismo do Cálcio e Fósforo no desenvolvimento ósseo. Sua carência produz perturbações no metabolismo do Cálcio e Fósforo, raquitismo em animais jovens e deformações ósseas em animais adultos (osteomalácia).

Vitamina E: Fundamental à normalidade de funcionamento das glândulas endócrinas relacionadas à esfera sexual, possui atividade anti-oxidante, pela qual pode apresentar papel vital na regulação de todas as reações oxidantes do organismo. Sua carência ocasiona menor capacidade de reprodução, atonia e degeneração muscular (doença do músculo branco).

Vitamina B12: Estimula o apetite, tem ação de desintoxicante natural do organismo, auxilia na sintese do cobalbo sua carência causa emagrecimento, anemia profunda e toxidez alimentar.


O QUE SÃO OS PROBIÓTICOS
(Promotores biológicos)

O termo Probiótico foi proposto pela primeira vez em 1965. Atualmente, utiliza-se o termo Probiótico para designar suplemento alimentar composto de cultura pura ou composta de microrganismos vivos, com a capacidade de se instalar e proliferar no trato intestinal, com ação de promotores de crescimento, beneficiando a saúde do hospedeiro pelo estímulo às propriedades existentes na microflora natural.

AÇÃO DO PRODUTO:

O uso de probióticos na alimentação animal proporciona um amadurecimento precoce da flora bacteriana e, consequentemente, um melhor e mais rápido equilíbrio do ambiente digestivo, tornando-o apto a digerir e absorver os nutrientes de forma mais eficiente, além disso, é composto por bactérias na forma esporulada, o que garante uma grande estabilidade, tanto no produto, quanto na ração.
Os Probiótico são destinados à complementação alimentar para animais com grande potencial genético- produto ideal para animais em confinamentos ou em estábulos - quando usado conforme indicação do fabricante haverá aumento significativo da produção de leite e carne,pois melhora a digestibilidade dos alimentos.

PROBIÓTICO, é um aditivo alimentar constituído de microrganismos vivos, que mantêm o equilíbrio das microbiotas ruminal e intestinais, favorecendo a digestão e a absorção de nutrientes, proporcionando assim, aumento na produtividade dos animais.
Também é importante ressaltar que estes microrganismos são inteiramente inócuos ao homem, aos animais e ao meio ambiente. São microrganismos naturais, sem modificação genética.
As Espécies de bactérias que compõem os “ PROBIÓTICO encontram-se naturalmente no trato digestivo dos animais.
Os Probióticos podem conter bactérias totalmente conhecidas e quantificadas ou, culturas bacterianas não definidas.
Enterococcus, Bacteroides, Eubacterium e especialmente Lactobacillus e Bifidobacterium estão presentes em todas as misturas de culturas definidas. Quando as bactérias com capacidade Probiótica, são retiradas (isoladas) do seu habitat convencional e subcultivadas e/ou liofilizadas, algumas das suas propriedades são perdidas. Por outro lado, não se conhece ainda nem a composição total, nem a perfeita combinação entre elas que melhor estimula as propriedades Probióticas in vivo. Estas são as razões pelas quais os produtos com culturas não definidas têm melhor ação Probiótica que as culturas definidas.
Aparentemente, um número maior de espécies bacterianas determina um Probiótico mais efetivo. Só a partir de quatro espécies de bactérias é que se evidencia alguma proteção. Nas misturas contendo mais de 20 espécies, a proteção tende a ser mais efetiva. Culturas contendo em torno de 50 espécies bacterianas teriam mais chances de manter o equilíbrio da microflora intestinal.

COMO AGEM OS PROBIÓTICOS:

Várias ações benéficas são atribuídas ao uso dos Probióticos. Algumas são apontadas na Tabela 2. Entretanto, seu mecanismo de ação ainda não está inteiramente elucidado. Entre os principais modos de ação dos Probióticos, estão descritos:

(a) Competição por sítios de ligação


(b) Produção de substâncias antibacterianas


(c) Competição por nutrientes


(d) Estímulo do sistema imune.


O QUE SÃO OS PREBIÓTICOS:

O termo Prebiótico foi empregado por Gibson & Roberfroid em 1995 (J. Nut.) para designar Ingredientes nutricionais não digeríveis que afetam beneficamente o hospedeiro estimulando seletivamente o crescimento e atividade de uma ou mais bactérias benéficas do cólon, melhorando a saúde do seu hospedeiro.

AÇÃO DO PRODUTO:

A principal ação dos Prebióticos é estimular o crescimento e/ou ativar o metabolismo de algum grupo de bactérias benéficas do trato intestinal. Desta maneira, os Prebióticos agem intimamente relacionados aos Probióticos constituem o alimento das bactérias probióticas.
O uso de produtos denominados Prebióticos em associação como os Probióticos apresenta ações benéficas superiores aos antibióticos promotores de crescimento, notadamente, não deixando resíduos nos produtos de origem animal e não induzindo o desenvolvimento de resistência às drogas, por serem produtos essencialmente naturais.


COMO AGEM OS PREBIÓTICOS:


Como já mencionado, as substâncias prebióticas agem alimentando e estimulando o crescimento de diversas bactérias intestinais benéficas, cujos metabólicos atuam também reduzindo o pH através do aumento da quantidade de ácidos orgânicos, presentes nos cecos. Por outro lado, atuam bloqueando os sítios de aderência (principalmente a D-Manose), imobilizando e reduzindo a capacidade de fixação de algumas bactérias patogênicas na mucosa intestinal. Especula-se que os oligossacarídeos possam atuar também estimulando o sistema imune, através da redução indireta da translocação intestinal por patógenos, que determinariam infecções após atingir a corrente sangüínea.



BENEFÍCIOS DO PROBIÓTICO E DO PREBIÓTICO:


NUTRICIONAIS

- Diminui o numero de CCS(contagem de células somáticas)

- Aumenta a degradação e a eficiência dos volumosos alternativos e das pastagens

- Eleva a digestibilidade de fibras


- Eleva a síntese de vitaminas do grupo B e vitamina K

- Eleva a síntese de aminoácidos essenciais

- Eleva a degradação de proteínas

- Eleva a degradação de carboidratos


- Aumenta o equilíbrio microbiológico em bezerros (as)

- Auxilia no desenvolvimento de bezerros (as) após a desmama

- Auxilia no ganho de peso-


Auxilia no aumento da produção de leite.


À SAÚDE ANIMAL

- Estimula a atividade imunológica


- Auxilia na resistência às doenças infectocontagiosas e parasitárias


- Auxilia na melhora da eficiência reprodutiva nas fêmeas


- Diminui o fator estresse nos animais


- Diminui ocorrências de doenças causadas por microrganismos patogênicos


- Reduz ocorrências de intoxicações de origem alimentar (principalmente por micotoxinas)


- Reduz ocorrência de fotossensibilização (requeima)


- Reduz ocorrências de diarréias infecciosas, laminite (mal do casco), mastite, tristeza parasitária (amarelão) e acidose metabólica


- Auxilia na recuperação do animal após a ocorrência de doenças entéricas de origens virais e bacterianas, promovendo o restabelecimento da flora microbiana intestinal


- Reduz uso de medicamentos (principalmente de antibióticos)


- Influencia positivamente o aspecto da pelagem do animal, reflexo da melhora do estado de saúde dos animais


- Não requer tempo de retirada.


À SAÚDE HUMANA E À SEGURANÇA ALIMENTAR
- Não promove efeitos residuais no leite e na carne para o consumo humano.


FINANCEIROS E MERCADOLÓGICOS

Proporciona ganhos diretos:

1. Pela redução dos custos de produção


2. Pelo aumento de produção


3. Pela qualidade da matéria-prima e dos produtos acabados (aumentando a eficiência da fermentação e da industrialização de lácteos)


4. Pela melhora corporal dos animais.


NIVÉIS DE GARANTIA POR KG DO PRODUTO:



Cromo(minimo)..................22,0000 mg/kg


Iodo(minimo)....................93,0000 mg/kg


Magnésio(minimo)..............1.100,0000 mg/kg


Cobalto(minimo)................200,0000 mg/kg


Zinco(minimo)...................700,0000 mg/kg


Ferro(minimo)...................560,0000 mg/kg


Manganês(minimo)................520,0000 mg/kg


Selênio(minimo)................ 135,0000 mg/kg


Cálcio(minimo)..................241,2000/268,0000 g/kg


Enxofre(minimo).................6.930,0000 mg/kg


Ácido Fólico(minimo)................950,0000 mg/kg


Ácido Nicotinico(minimo)...............990,0000 mg/kg


Vitamina A(minimo)....................100.000,0000 ui/kg


Vitamina D3(minimo).....................100.000,0000 ui/kg


Vitamina E(minimo).....................100,0000 ui/kg


Vitamina B1(minimo)....................980,0000 mg/kg


Vitamina B2(minimo)................. 800,0000 mg/kg


Vitamina B6(minimo)................ 980,0000 mg/kg


Vitamina B12(minimo)................. 100,0000 yg/kg


Vitamina C(minimo)................. 594,0000 mg/kg


Ácido Pantotênico(minimo)..............119,7000 mg/kg


Biotina(minimo)........................20,0000 mg/kg


Inositol(minimo)..................... 980,0000 mg/kg


Colina(minimo)..........................652,0000 mg/kg


Vitamina K3(minimo)..................153,0000 mg/kg


Lisina(minimo)...........................2.340,0000 mg/kg


Metionina(minimo)........................1.980,0000 mg/kg


Proteina Bruta(minimo)....................600,0000 mg/kg


Energia Metabolizável(minimo).................46,8000 kcal/kg


Balnilha(minimo)............................2.000,0000 mg/kg


B.H.T(minimo)...............................1.000,5000 mg/kg


Grucanos(minimo)........................... 5.200,0000 mg/kg


Mananos(minimo).......................... 2.800,0000 mg/kg


Carboidratos(minimo).............................8.000,0000 mg/kg


Saccharomyces Serevisiae(minimo)................2,0000 x 10E11 ufc/kg


Bifidobacterium Bifidum(minimo)...................2,3800 x 10E8 ufc/kg


Bacillus Subtilis(minimo)............................ 3,5000 x 10E8 ufc/kg


Enterococcus Faecium(minimo).................. 2,3800 x 10E8 ufc/kg


Lactobacillus Acidophilus(minimo)..................2, 3800 x 10E8 ufc/kg


Lactobacillus Lactis(minimo)....................... 1,1200 x 10E8 ufc/kg


Lactobacillus Casei(minimo)..........................2,2400 x 10E8 ufc/kg


MODO DE USAR:

BOVINOS E BUBALINOS - DE 500 GRAMAS A 1 KG POR SACA DE SAL BRANCO OU MINERALIZADO

EQUINOS- 2 A 3 KG POR TONELADA DE RAÇÃO, OU 500 GRAMAS POR SACA DE MINERAL.

OVINOS E CAPRINOS - 2 KG POR TONELADA DE RAÇÃO

AVES, SUINOS- 2 KG POR TONELADA.



APRESENTAÇÃO:


Embalagens de 10 kg, 20 kg e 50 kg.









© 2006 - 2011 RIO AGRONEGÓCIOS - COMÉRCIO E DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por: UEB Comunicação